ūüĒģUm pouco do Mercado em 2023 e as Tend√™ncias para 2024ūüõí

Carta do Especialista, 26 de janeiro de 2024

Neste m√™s de janeiro, as cartas do Especialista foram dedicadas a estudos de tend√™ncias em alguns setores: Sa√ļde, Biotecnologia, Agro e, na de hoje, Mercado e Consumo. A partir de conte√ļdos como estes, procuro trazer subs√≠dios para que as lideran√ßas das organiza√ß√Ķes possam come√ßar a criar e avaliar cen√°rios de futuro para as suas organiza√ß√Ķes. Se o setor da sua empresa ou organiza√ß√£o, n√£o foi representado, convido voc√™ a construirmos algo em conjunto, para projetarmos os futuros desej√°veis que voc√™ e as outras lideran√ßas desejam. O que acha?

Bora lá? Mas antes convido você a ler o artigo de hoje!

 


 

ūüõíUm pouco do Mercado em 2023 e as Tend√™ncias para 2024

O ano de 2023 consolidou-se como um marco na hist√≥ria moderna, caracterizado por avan√ßos significativos em diversas esferas, desde a tecnologia at√© as rela√ß√Ķes sociais.ūüöÄūüĆć

A Intelig√™ncia Artificial (IA) deixou de ser uma promessa distante para tornar-se uma realidade concreta e impactante. As corpora√ß√Ķes, num movimento de adapta√ß√£o √°gil, adotaram a IA para converter dados em decis√Ķes estrat√©gicas, otimizar processos e revolucionar a experi√™ncia do consumidor. O e-commerce e o marketing digital, outrora vistos como complementares, emergiram como canais indispens√°veis para alcan√ßar um p√ļblico cada vez mais globalizado. A automatiza√ß√£o e a busca incessante por efici√™ncia transformaram o trabalho remoto em uma nova normativa, redefinindo o conceito de colabora√ß√£o e produtividade no ambiente corporativo.ūüíĽūüďą

Em 2023, a intergeracionalidade se destacou como um fen√īmeno social de grande relev√Ęncia. A diversidade, caminhando lado a lado com ela, enriqueceu as rela√ß√Ķes interpessoais, trazendo uma multiplicidade de perspectivas e experi√™ncias. Nas fam√≠lias, essa coexist√™ncia fortaleceu os la√ßos afetivos. No ambiente de trabalho, a colabora√ß√£o diversificada e intergeracional estimulou a inova√ß√£o e o compartilhamento de conhecimento. A sociedade, como um todo, beneficiou-se de um di√°logo mais inclusivo e abrangente, combatendo preconceitos e promovendo a inclus√£o.ūü§Ě

O ano passado representou um ponto de inflex√£o crucial na maneira como percebemos e conduzimos a economia. A transi√ß√£o para modelos econ√īmicos mais circulares e colaborativos, focados no bem-estar humano, ganhou for√ßa. A sustentabilidade, outrora um adicional, passou a ser o centro das estrat√©gias econ√īmicas. A busca por um equil√≠brio entre prosperidade econ√īmica, justi√ßa social e cuidado com o meio ambiente tornou-se uma quest√£o primordial.ūüíįūüĆĪ

A sustentabilidade integrada surgiu como resposta aos desafios do nosso tempo, conjugando preocupa√ß√Ķes ambientais, sociais e econ√īmicas. A busca por solu√ß√Ķes que respeitem os limites do nosso planeta e atendam √†s necessidades das gera√ß√Ķes futuras passou a ser uma prioridade. Neste contexto, a inova√ß√£o tecnol√≥gica, a educa√ß√£o e a participa√ß√£o ativa dos cidad√£os mostraram-se fundamentais, assim como a incorpora√ß√£o da sustentabilidade nas pol√≠ticas p√ļblicas.ūüĆćūüí™

O √ļltimo ano tamb√©m foi marcado por um movimento de empoderamento disruptivo. A tecnologia digital forneceu ferramentas para que indiv√≠duos e comunidades moldassem suas pr√≥prias trajet√≥rias. Observamos um fortalecimento das vozes minorit√°rias, uma crescente consci√™ncia socioambiental e um engajamento pol√≠tico mais ativo. A cultura e a arte, refletindo a diversidade e a riqueza de nossas sociedades, encontraram novos espa√ßos de express√£o.ūüď≤ūüó£ÔłŹūüé®

Em resumo, 2023 foi um ano de transforma√ß√Ķes profundas e significativas. A tecnologia, longe de ser um fim em si mesma, revelou-se um meio para a constru√ß√£o de um mundo mais conectado, justo e sustent√°vel. As tend√™ncias observadas transcendem o progresso tecnol√≥gico, representando uma evolu√ß√£o na maneira como vivemos, trabalhamos e interagimos. Estamos, indubitavelmente, pavimentando o caminho para um futuro repleto de promessas e possibilidades.‚ú®

 

E como ser√° o Mercado, em 2024?ūü§Ēūüďą

√Ä medida que mergulhamos em 2024, enfrentamos um cen√°rio de mercado din√Ęmico e em constante evolu√ß√£o, destacando a import√Ęncia de estrat√©gias adaptativas e inovadoras. A chave para navegar com sucesso neste ano inclui a adapta√ß√£o flex√≠vel √†s incertezas, o fortalecimento das conex√Ķes humanas atrav√©s da tecnologia, o dom√≠nio da Intelig√™ncia Artificial como uma habilidade estrat√©gica e o empoderamento de cada indiv√≠duo, seja cliente ou colaborador. Esses elementos n√£o s√£o apenas tend√™ncias, mas pilares fundamentais para o sucesso em um ambiente de neg√≥cios que se transforma rapidamente, pavimentando o caminho para oportunidades in√©ditas e crescimento sustent√°vel. Este contexto serve de base para uma discuss√£o mais aprofundada sobre as tend√™ncias emergentes e como elas moldar√£o o futuro dos neg√≥cios e da intera√ß√£o social em 2024.ūüďä

Ao explorarmos as tend√™ncias de consumo e as estrat√©gias empresariais para 2024, percebemos uma interconex√£o profunda entre as necessidades e expectativas dos consumidores e as respostas das empresas a essas demandas. Vamos analisar como as ofertas das empresas existem para atender √†s necessidades dos consumidores, criando um ciclo de influ√™ncia m√ļtua que molda o mercado.ūüí°ūüõí

 

1. ūüď≤Tecnologias Integrativas:

 

Tecnologias integrativas referem-se a sistemas ou solu√ß√Ķes tecnol√≥gicas que combinam diferentes tipos de tecnologias para criar uma solu√ß√£o mais eficiente, abrangente ou inovadora. Essas tecnologias s√£o projetadas para trabalhar em conjunto de maneira harmoniosa, integrando suas funcionalidades para melhorar o desempenho, a efic√°cia ou a experi√™ncia do usu√°rio.

Por exemplo, uma tecnologia integrativa pode combinar elementos de intelig√™ncia artificial, Internet das Coisas (IoT), e an√°lise de dados para criar sistemas de automa√ß√£o residencial mais inteligentes e eficientes. Outro exemplo pode ser encontrado na medicina, onde tecnologias integrativas podem incluir a combina√ß√£o de dispositivos de monitoramento de sa√ļde, aplicativos m√≥veis e plataformas de an√°lise de dados para oferecer uma gest√£o de sa√ļde mais personalizada e proativa.

O objetivo das tecnologias integrativas é, portanto, aproveitar as forças de diferentes tecnologias e fundi-las em uma solução coesa que ofereça novas capacidades ou melhore significativamente as existentes.

No universo da transforma√ß√£o digital e inova√ß√£o, estamos constantemente √† beira de novas descobertas e mudan√ßas paradigm√°ticas. A tecnologia, especialmente a IA (Intelig√™ncia Artificial), RA (Realidade Aumentada), rob√≥tica e sensores, est√° redefinindo n√£o apenas como trabalhamos, mas como vivemos e interagimos. Este livro, escrito por David De Cremer, “A Nova Realidade dos Neg√≥cios: Tecnologias Emergentes e Transforma√ß√£o Digital”, √© um testemunho v√≠vido dessa jornada.

A tecnologia, embora seja um motor de mudan√ßa, n√£o √© o √ļnico elemento. A humanidade e a √©tica no uso da tecnologia s√£o igualmente cruciais. As organiza√ß√Ķes devem estar preparadas n√£o apenas para adotar novas tecnologias, mas tamb√©m para entender as implica√ß√Ķes √©ticas e humanas que acompanham essa ado√ß√£o.

A IA, por exemplo, n√£o √© apenas uma ferramenta para automatizar tarefas, mas uma oportunidade para real√ßar a criatividade humana. As m√°quinas podem processar informa√ß√Ķes e executar tarefas com efici√™ncia, mas s√£o os humanos que trazem a inova√ß√£o e a vis√£o criativa. √Č um jogo de complementaridade, onde a tecnologia amplifica as capacidades humanas, e n√£o as substitui.

No entanto, com grandes poderes v√™m grandes responsabilidades. A ado√ß√£o de tecnologias emergentes como IA e RA deve ser feita com uma considera√ß√£o cuidadosa das implica√ß√Ķes √©ticas. As organiza√ß√Ķes devem garantir que a tecnologia seja usada de maneira que respeite a dignidade e os direitos dos indiv√≠duos. Isso inclui proteger a privacidade dos dados e garantir que as decis√Ķes automatizadas sejam justas e transparentes.

Além disso, a transformação digital não é apenas sobre a tecnologia em si, mas sobre como ela é integrada nos processos de negócios e na cultura organizacional. As empresas devem estar preparadas para repensar seus modelos de negócios e processos para aproveitar ao máximo as oportunidades oferecidas pela tecnologia.

Em resumo, a mensagem √© clara: a tecnologia √© uma ferramenta poderosa para a transforma√ß√£o, mas deve ser usada com sabedoria e responsabilidade. As organiza√ß√Ķes devem equilibrar a busca por inova√ß√£o tecnol√≥gica com a necessidade de manter a √©tica e a humanidade no centro de suas decis√Ķes. √Č um caminho desafiador, mas essencial para criar um futuro onde a tecnologia beneficie a todos.

 

 

2. ūüé®Intelig√™ncia Artificial e Personaliza√ß√£o:

 

Como n√£o poderia ser diferente, a Intelig√™ncia Artificial continuar√° impactando demais o setor: do lado do consumidor, h√° uma clara expectativa de intera√ß√Ķes personalizadas e eficientes com as marcas, facilitadas pela IA generativa. As empresas, por sua vez, est√£o respondendo a essa demanda integrando tecnologias avan√ßadas para enriquecer a experi√™ncia do cliente, oferecendo respostas e recomenda√ß√Ķes personalizadas que elevam o n√≠vel de satisfa√ß√£o e fideliza√ß√£o.

A inteligência artificial (IA) e a personalização no atendimento ao cliente não são apenas tendências passageiras, são verdadeiros pilares para um relacionamento eficaz entre marcas e consumidores. Isso é o que nos mostra o Relatório CX Trends da Zendesk, colocando a IA e a personalização da comunicação como fundamentais nos negócios atuais.

Vamos aos fatos: 59% dos consumidores desejam que as empresas utilizem os dados coletados para oferecer experiências mais personalizadas. E não é só isso, 77% dos gestores reconhecem que a personalização aprofundada aumenta a retenção de clientes, enquanto 66% veem uma redução nos custos de aquisição.

Quando falamos de IA, os n√ļmeros s√£o igualmente impressionantes. Cerca de 77% dos compradores consideram recursos de IA, como chatbots, √ļteis para resolver problemas simples, e 71% acreditam que eles agilizam as respostas.

Portanto, integrar ferramentas de IA e personalizar a experiência do cliente é um caminho seguro para alcançar altos níveis de satisfação. Isso se traduz em uma comunicação individualizada, segmentada, ágil e assertiva.

Mas como a IA transforma a experi√™ncia do cliente? Ela permite uma comunica√ß√£o personalizada, usando dados para entender e aprender com cada intera√ß√£o, tornando cada contato com o cliente √ļnico. Isso √© crucial, visto que 62% dos consumidores preferem recomenda√ß√Ķes personalizadas, e 60% as consideram valiosas.

Pense em um e-commerce de roupas infantis. Uma abordagem genérica seria enviar um e-mail para todos os leads sobre a nova coleção. Já uma estratégia personalizada envolveria enviar e-mails específicos para grupos distintos, como pais de meninos que gostam de super-heróis ou de meninas que preferem princesas. Isso aumenta significativamente as taxas de abertura de e-mail, clique e conversão.

Agora, vejamos cinco exemplos práticos de como usar IA e personalização:

  • Recomenda√ß√Ķes Personalizadas: Sugest√Ķes de produtos ou servi√ßos baseadas no comportamento e interesses do cliente.
  • Chatbots e Assistentes Virtuais: Respostas automatizadas, mas personalizadas, que simulam intera√ß√Ķes humanas.
  • Personaliza√ß√£o de Interfaces: Adapta√ß√£o de sites e aplicativos para refletir as prefer√™ncias individuais dos usu√°rios.
  • Automa√ß√£o de Marketing Personalizado: Segmenta√ß√£o e automa√ß√£o de mensagens conforme a intera√ß√£o do usu√°rio.
  • Personaliza√ß√£o de An√ļncios Online: Segmenta√ß√£o de an√ļncios baseada no hist√≥rico de navega√ß√£o e comportamento dos usu√°rios.

A combinação de IA e personalização não é apenas uma tendência, é uma revolução na forma como as empresas se relacionam com seus clientes. E a sua empresa, está pronta para essa transformação?

 

 

3. ūüėĄExperi√™ncias Emocionais e Alegria:

Os consumidores buscam escapar do estresse di√°rio atrav√©s de experi√™ncias que proporcionem alegria e entretenimento. As empresas est√£o atentas a essa tend√™ncia, criando experi√™ncias de marca que evocam emo√ß√Ķes positivas, estabelecendo uma conex√£o emocional duradoura com seus clientes.

O marketing de experi√™ncia √© uma abordagem que visa envolver os consumidores de forma emocional, proporcionando-lhes experi√™ncias positivas e memor√°veis durante toda a jornada de uma marca. Em vez de se concentrar apenas na transa√ß√£o comercial, o marketing de experi√™ncia se preocupa em criar intera√ß√Ķes e momentos significativos, que despertam emo√ß√Ķes e estabelecem conex√Ķes duradouras. Nessa estrat√©gia, o objetivo n√£o √© apenas vender um produto ou servi√ßo, mas tamb√©m construir uma rela√ß√£o de confian√ßa e fidelidade com os consumidores. Ele busca encantar, surpreender e engajar o p√ļblico, transformando-o em defensores da marca.

Dados interessantes, da Genesys 2021, demonstram uma dist√Ęncia entre o consumidor e a empresa fornecedora, no tema em quest√£o: 80% dos consumidores consideram que as empresas conquistam sua confian√ßa e seu dinheiro quando oferecem experi√™ncias personalizadas, mas apenas 60% dos l√≠deres de CX afirmam que as experi√™ncias que oferecem s√£o apenas ‚Äúum pouco personalizadas‚ÄĚ. 38% dos consumidores usaram algum tipo de chatbot nos √ļltimos tr√™s anos. No entanto, apenas 25% est√£o ‚Äúaltamente satisfeitos‚ÄĚ com suas experi√™ncias com o chatbot.

Vale mencionar algumas empresas que já trabalharam com o marketing de experiência:

  • Tesla: A fabricante de autom√≥veis revolucionou a experi√™ncia de compra de carros, oferecendo test drives personalizados e permitindo que os clientes personalizem seus carros de acordo com suas prefer√™ncias;
  • Coca-Cola: amplamente reconhecida por seu marketing emocional eficaz, a empresa usa campanhas publicit√°rias criativas e emocionantes para evocar emo√ß√Ķes positivas nos consumidores;
  • Nike: outra empresa que usa o marketing de experi√™ncia para criar conex√Ķes emocionais com seus clientes. A empresa oferece experi√™ncias personalizadas em suas lojas, como a possibilidade de personalizar t√™nis e roupas.

Essas s√£o apenas algumas das muitas empresas que est√£o usando o marketing de experi√™ncia para criar conex√Ķes emocionais com seus clientes. O marketing de experi√™ncia √© uma estrat√©gia eficaz para diferenciar a marca no mercado altamente competitivo, destacando-se pela oferta de experi√™ncias √ļnicas. Isso contribui para a constru√ß√£o de uma imagem positiva e para a fideliza√ß√£o dos clientes.

 

4. ‚ôĽÔłŹSustentabilidade e Transpar√™ncia:

A consci√™ncia ambiental dos consumidores est√° em alta, exigindo transpar√™ncia e a√ß√Ķes concretas das marcas em rela√ß√£o √† sustentabilidade. Vale a pena assistir ao resumo que fiz da palestra do CEO da Patagonia, no SxSw de 2023:

 

As empresas estão adotando práticas sustentáveis autênticas e comunicando esses esforços de maneira clara, fortalecendo os laços com clientes que valorizam a responsabilidade ambiental.

Aqui estão algumas outras empresas que trabalham com sustentabilidade e transparência:

  • Natura & Co: A Natura √© uma empresa brasileira que adota uma postura inclinada √† preserva√ß√£o e sustentabilidade desde sempre. Em 2020, a Natura assumiu compromisso com a ‚ÄúVis√£o 2030‚ÄĚ. O projeto consiste na ado√ß√£o de a√ß√Ķes e compromissos no prazo de 10 anos, com o foco de minimizar impactos no meio ambiente, garantir inclus√£o e igualdade, e aprimorar processos para circularidade e regenera√ß√£o. A Natura usa ingredientes seguros, extinguiu testes em animais e direciona cuidados √† origem dos ingredientes. Al√©m disso, est√° compromissada com o clima e possui f√≥rmulas naturais.
  • Klabin: √© a maior produtora e exportadora de pap√©is para embalagem do Brasil e um dos principais neg√≥cios sustent√°veis no cen√°rio brasileiro. Atrav√©s do uso inteligente de recursos naturais, utilizam-se tecnologias que asseguram sustentabilidade e circularidade ao longo dos processos industriais. Para tanto, a empresa se baseia no conceito ESG/ASG (Ambiental, Social e Governan√ßa). Na pr√°tica, o conceito busca equil√≠brio entre crescimento econ√īmico, sem abandonar a preocupa√ß√£o e os cuidados com pessoas e meio ambiente.
  • Lojas Renner: A Renner ingressou em sua Trajet√≥ria Socioambiental h√° alguns anos. Em 2015, passou a realizar intensivas avalia√ß√Ķes socioambientais em seus parceiros comerciais, como fornecedores e vendedores. Na √©poca, aconteceu a estrutura√ß√£o do setor de conformidade Renner, al√©m da cria√ß√£o do Programa Rede Respons√°vel. Por sua vez, o programa √© uma iniciativa de qualifica√ß√£o corporativa de fornecedores do grupo.
  • Braskem: empresa brasileira que atua no setor qu√≠mico e petroqu√≠mico que tem como objetivo ser refer√™ncia global em qu√≠mica sustent√°vel e, para isso, tem investido em tecnologias e inova√ß√Ķes que reduzem o impacto ambiental de suas opera√ß√Ķes. A Braskem tamb√©m tem se comprometido a reduzir suas emiss√Ķes de gases de efeito estufa e a promover a economia circular.
  • Ita√ļ Unibanco: um dos maiores bancos privados do Brasil, que tem se destacado por suas iniciativas de sustentabilidade. A empresa tem investido em projetos de energia renov√°vel, como a constru√ß√£o de usinas solares e e√≥licas, e tem se comprometido a reduzir suas emiss√Ķes de gases de efeito estufa. Al√©m disso, o banco tem promovido a educa√ß√£o financeira e a inclus√£o social.
  • Suzano: empresa brasileira que atua no setor de papel e celulose e tem se destacado por suas iniciativas de sustentabilidade, como a produ√ß√£o de papel e celulose a partir de fontes renov√°veis e a recupera√ß√£o de √°reas degradadas. A Suzano tamb√©m tem se comprometido a reduzir suas emiss√Ķes de gases de efeito estufa e a promover a economia circular.
  • Banco do Brasil: institui√ß√£o financeira brasileira que tem se destacado por suas iniciativas de sustentabilidade. A empresa tem investido em projetos de energia renov√°vel, como a constru√ß√£o de usinas solares e e√≥licas, e tem se comprometido a reduzir suas emiss√Ķes de gases de efeito estufa. Al√©m disso, o banco tem promovido a educa√ß√£o financeira e a inclus√£o social.
  • Unilever Brasil: empresa multinacional que atua no setor de bens de consumo e tamb√©m tem se destacado por suas iniciativas de sustentabilidade, como a redu√ß√£o do impacto ambiental de suas opera√ß√Ķes e a promo√ß√£o da economia circular. A Unilever tamb√©m tem se comprometido a reduzir suas emiss√Ķes de gases de efeito estufa e a promover a inclus√£o social.
 

 

5. ūüíľResponsabilidade Social e Posicionamento de Marca:

 
 

O cen√°rio social e pol√≠tico polarizado influencia as expectativas dos consumidores quanto ao posicionamento das marcas em quest√Ķes sens√≠veis. As empresas est√£o aprendendo a abordar esses temas com sensibilidade e autenticidade, alinhando-se aos valores dos consumidores e mantendo a fidelidade aos seus princ√≠pios.

Aqui est√£o algumas empresas que trabalham com responsabilidade social e posicionamento de marca:

  • Cyrela: uma das maiores empresas do setor imobili√°rio nacional, promove a√ß√Ķes solid√°rias e de impacto social relevante, a partir de seu programa de voluntariado. A principal a√ß√£o dentro do Programa Volunt√°rios Cyrela √© o Dia da A√ß√£o Volunt√°ria, que ocorre anualmente no √ļltimo s√°bado do m√™s de agosto. Durante o mutir√£o, os colaboradores volunt√°rios dedicam-se a renovar a pintura de paredes, cortar gramados, varrer e limpar ambientes, dentre outras atividades de renova√ß√£o e manuten√ß√£o.
  • L’Oreal: empresa multinacional de cosm√©ticos que tem se destacado por suas iniciativas de responsabilidade social. A empresa tem investido em projetos de sustentabilidade, como a redu√ß√£o do impacto ambiental de suas opera√ß√Ķes e a promo√ß√£o da economia circular. Al√©m disso, a L’Oreal tem se comprometido a promover a diversidade e a inclus√£o social.
  • Walmart: multinacional americana do setor varejista que promove a√ß√Ķes sociais por meio de seu Instituto Walmart. A empresa tem investido em projetos de sustentabilidade, como a redu√ß√£o do impacto ambiental de suas opera√ß√Ķes e a promo√ß√£o da economia circular. Al√©m disso, o Walmart tem se comprometido a promover a inclus√£o social e a diversidade.
  • Santander: um dos maiores bancos privados do Brasil e tem se destacado por suas iniciativas de responsabilidade social. A empresa tem investido em projetos de educa√ß√£o financeira e inclus√£o social, como o programa Santander Universidades, que oferece bolsas de estudo e est√°gios para estudantes universit√°rios.
  • Unimed: cooperativa de sa√ļde que tem se destacado por suas iniciativas de responsabilidade social. A empresa tem investido em projetos de sa√ļde e bem-estar, como o programa Unimed Viver Bem, que oferece atividades f√≠sicas e orienta√ß√Ķes nutricionais para seus clientes. Al√©m disso, a Unimed tem se comprometido a promover a inclus√£o social e a diversidade.
 

 

6. ūüíįAcessibilidade e Consci√™ncia de Custo:

 

Com a infla√ß√£o impactando o poder de compra, os consumidores est√£o mais conscientes dos custos, buscando maximizar o valor sem comprometer a qualidade. As empresas est√£o respondendo com inova√ß√Ķes acess√≠veis, oferecendo produtos de qualidade a pre√ßos acess√≠veis e implementando estrat√©gias emp√°ticas que reconhecem as realidades econ√īmicas dos consumidores.

Aqui est√£o mais alguns exemplos de empresas que oferecem produtos de qualidade a pre√ßos acess√≠veis e implementam estrat√©gias emp√°ticas que reconhecem as realidades econ√īmicas dos consumidores:

  • Essence Cosmetics: A marca alem√£ oferece produtos de beleza de qualidade profissional por pre√ßos entre R$ 19 e R$ 99. Eles tamb√©m s√£o conhecidos por sua abordagem sustent√°vel, usando ingredientes naturais e embalagens recicl√°veis.
  • Natura: A empresa brasileira √© conhecida por seus produtos de beleza e cuidados pessoais de alta qualidade a pre√ßos acess√≠veis. Eles tamb√©m s√£o comprometidos com a sustentabilidade e a responsabilidade social, usando ingredientes naturais e apoiando comunidades locais.
  • MRV: A construtora brasileira oferece im√≥veis de qualidade a pre√ßos acess√≠veis e implementa estrat√©gias emp√°ticas para ajudar os clientes a adquirir suas casas. Eles oferecem op√ß√Ķes de financiamento flex√≠veis e programas de fidelidade para ajudar os clientes a economizar dinheiro.
  • Magazine Luiza: A empresa brasileira √© uma das maiores varejistas do pa√≠s e oferece uma ampla variedade de produtos a pre√ßos acess√≠veis. Eles tamb√©m s√£o conhecidos por sua abordagem inovadora de vendas, incluindo a venda de produtos usados e a cria√ß√£o de lojas virtuais em redes sociais.
  • Havaianas: A marca brasileira de sand√°lias √© conhecida por seus produtos de alta qualidade e pre√ßos acess√≠veis. Eles tamb√©m s√£o conhecidos por sua abordagem inovadora de marketing, incluindo colabora√ß√Ķes com artistas e designers renomados.
  • Mercado Livre: O site de com√©rcio eletr√īnico argentino √© um dos maiores da Am√©rica Latina e oferece uma ampla variedade de produtos a pre√ßos acess√≠veis. Eles tamb√©m s√£o conhecidos por sua abordagem inovadora de vendas, incluindo a venda de produtos usados e a cria√ß√£o de lojas virtuais em redes sociais.
 

 

7. ūüí°Bem-Estar Pr√°tico e Eficiente:

 

A tend√™ncia do autocuidado e do bem-estar continua a crescer entre os consumidores, que buscam solu√ß√Ķes simples e eficazes. As empresas est√£o desenvolvendo produtos e servi√ßos que atendem a essa demanda, oferecendo solu√ß√Ķes de bem-estar pr√°ticas, eficientes e com efic√°cia comprovada.

Aqui est√£o algumas empresas que oferecem solu√ß√Ķes de bem-estar pr√°ticas, eficientes e com efic√°cia comprovada:

  • Calm: O aplicativo de medita√ß√£o e relaxamento oferece uma variedade de recursos para ajudar os usu√°rios a gerenciar o estresse e melhorar o bem-estar emocional. Eles oferecem medita√ß√Ķes guiadas, hist√≥rias para dormir, m√ļsicas relaxantes e muito mais.
  • Headspace: Outro aplicativo de medita√ß√£o popular, o Headspace oferece medita√ß√Ķes guiadas, exerc√≠cios de respira√ß√£o e outras ferramentas para ajudar os usu√°rios a gerenciar o estresse e melhorar o bem-estar emocional.
  • Fitbit: A empresa de tecnologia wearable oferece uma variedade de dispositivos de rastreamento de atividades f√≠sicas e monitoramento de sa√ļde, incluindo rel√≥gios inteligentes, pulseiras e escalas. Eles tamb√©m oferecem recursos de bem-estar, como monitoramento do sono e medita√ß√Ķes guiadas.
  • Peloton: A empresa de fitness oferece uma variedade de equipamentos de exerc√≠cios em casa, incluindo bicicletas e esteiras, bem como aulas de fitness ao vivo e sob demanda. Eles tamb√©m oferecem recursos de bem-estar, como medita√ß√Ķes guiadas e aulas de ioga.
  • Lululemon: A marca de roupas esportivas oferece uma variedade de roupas e acess√≥rios de alta qualidade para atividades f√≠sicas, incluindo ioga, corrida e treinamento. Eles tamb√©m oferecem recursos de bem-estar, como medita√ß√Ķes guiadas e aulas de ioga.
 

Em resumo, as tend√™ncias de consumo para 2024 revelam um consumidor mais informado, exigente e consciente, buscando experi√™ncias personalizadas, alegria, sustentabilidade, responsabilidade social, valor e bem-estar. As empresas, por sua vez, est√£o se adaptando a essas expectativas com estrat√©gias que incluem o uso de IA para personaliza√ß√£o, cria√ß√£o de experi√™ncias emocionais, ado√ß√£o de pr√°ticas sustent√°veis transparentes, posicionamento sens√≠vel em quest√Ķes sociais, foco em acessibilidade e desenvolvimento de produtos de bem-estar eficazes. Essa din√Ęmica entre consumidor e empresa √© fundamental para o crescimento sustent√°vel e a relev√Ęncia no mercado competitivo de 2024.

 


 

E agora, depois da missão de hoje cumprida, com o artigo lido, me coloco à sua disposição para mapearmos as tendências do seu setor e construirmos os possíveis cenários de acordo com elas e as possíveis influências no seu negócio. Que tal agendar um bate-papo comigo? rg@renatograu.com.br

Referências:

https://www.inovaconsulting.com.br/downloads/

https://lp.euromonitor.com/white-paper/2024-global-consumer-trends/

https://www.amcham.com.br/noticias/10-principais-tendencias-de-2024-ia-e-esg-na-dianteira 

Compartilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Picture of Renato Grau

Renato Grau

Engenheiro, futurista e especialista em Transformação Digital

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Social Media

Most Popular

Categories

Receba as √ļltimas atualiza√ß√Ķes

Assine nossa newsletter semanal

Sem spam, voc√™ receber√° apenas conte√ļdos relevantes para voc√™